quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Eu e o meu Mar

Sentada aqui na areia, observando esse mar de vida que Deus me deu, ou alguém desse tipo...
Olhando ondas e mais ondas vindas de todas as partes, umas fortes outras leves, mas uma atrás da outra incessantemente... Sem saber se a melhor forma de passar por ela é me jogar de cabeça ou só sentar aqui e esperar. Esperar que aquela luz enorme lá no fundo chegue até mim? O Sol, ou nadar até ele? Ou ele já esta em mim?
Ondas trazem coisas que achei já estarem tão longe, e agora estão aqui batendo em meus pés mais uma vez, observo e vejo que logo outra onda os leva para longe, ou será a mesma onda? Ou continuará por perto?
Uma onda veio e trouxe uma lembrança muito querida que já estava esquecida lá no fundo do mar, outra, ou a mesma onde levou embora. Veio uma onda brava e me assustou apagando essa memória gostosa, depois tudo ficou bem parado por um tempo............
Ufa! Respirei fundo pra ver que outras coisas o mar estava para trazer, restos, destroços, pedaços, compostos, extratos, retratos... todos aos pedaços. Ficou uma sujeira só! E antes deu me levantar para ajeitar tudo e para limpar ali no geral, a Lua veio me ajudar. Aumentou a maré e limpou tudo sozinha.
Ficou tudo vazio. E antes fosse cheio de pedaços pra limpar e remendar! Sujeiras e lixos pra ocupar o espaço, antes algo para se concertar do que esse vazio triste! Lua maldita que levou tudo e nada deixou pra me distrair que não fosse essa paisagem estupida!! 
E logo ela fugiu, a lua foi lá pra longe deixando só um pedacinho do rosto de fora se escondendo de mim. E então a maré se acalmou, e vi pontinhos ao longe que logo foram crescendo, e quando chegaram os pontinhos vi que eram inúmeras rosas, um buque de uma noiva que se casou em alto mar, ou os restos de uma oferente de Ano Novo a Iemanja, ou um presente da Lua que viu minha braveza... E antes estivesse tudo limpinho sem nada pra me incomodar do que esse monte de rosas sujando aqui todo o meu pé que antes só tinha a areia. E agora além de me preocupar com a areia ainda tenho que me preocupar com essas rosas estupidas!
Algumas vezes essas ondas também trazem pessoas que ficaram esquecidas e afogadas em algum lugar do meu passado, e depois leva embora de novo, algumas me deixam tristes outras felizes, mas sei que tristeza ou felicidade sempre vai ser levada por uma dessas ondas. Cedo ou tarde tudo vai e tudo volta...
Mas o que importa é que olhando daqui, agora que já vi tantas ondas, sei que o que faz a beleza desse Mar ser a maior beleza do universo são justamente esses destroços, pedaços, pessoas que vão e voltam, essas rosas estupidas, essa Lua medrosa e esse Sol que ainda não sei se chegará, se vou ter que ir buscar ou se já esta em mim, ou ainda se já sou eu.

{katy willing}



Um comentário:

  1. Katy...um mar intenso!!
    cheguei a visualizar a Katy ali de frente para este mar...
    ;)

    ResponderExcluir