quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Mulheres no BDSM

Que saudade daqui do meu lugarzinho quente e aconchegante!!
Eu voltei aqui para conversar um pouco sobre as mulheres e seu encantamento pelo BDSM. 
Numa conversa que tive com uma amiga, estávamos falando de todos os lados que assumimos, como profissionais, companheiras, donas de casa, mães e etc e estávamos tentando achar o período em que fomos mulheres. Este período que temos em comum foi encontrado aqui no BDSM. O momento em que nos despimos de todas as outras faces e damos asas a nossa essência.
Eu indicaria um período como este para todas as mulheres.
O BDSM possui uma essência sexual que acaba estimulando as mulheres a aflorarem sua feminilidade, sua sexualidade, e principalmente sua sensibilidade. No nosso dia a dia, no momento profissional ou materno, até mesmo no casamento e no convívio familiar esses pontos são deixados de lado, é natural a entrega das mulheres ao próximo e é natural deixar de lado sua essência. Mas esta essência precisa ter seu espaço. A sensibilidade e feminilidade da mulher são sua fonte de energia, e por isso precisa estar sempre alimentada.
Quando entramos aqui no BDSM acabamos colocando tudo isso na mesa para ser organizado. Assim como fazemos com as nossas bolsas num fim de semana. E além de organizado, exercitado, ,o é de igual importância.
No inicio tentamos organizar da forma como achamos melhor, geralmente fazendo da forma como queremos ser vistas e aceitas, o que muitas vezes é um erro. Mas a magica mesmo é quando encontramos nosso Dono. Pode não ser o primeiro ou o segundo, um pode acabar distorcendo essa sua essência, mas o certo, aquele que consegue te curvar com um olhar, aquele que faz você falar Meu Dono ou Meu Senhor com toda a naturalidade do mundo, este vai sim conseguir te mostrar os encantos da sua feminilidade, da sua sexualidade e da sua sensibilidade. Ele faz isso te testando, te tocando de todas as formas possíveis, ele faz isso quando se mostra presente e ausente.
Por tudo isso fico com a minha indicação às mulheres que querem colocar pra fora seus extintos e seus encantos. E todo esse clima, esse ar acaba fazendo com que a gente possa andar pela rua sabendo bem qual o seu papel. Pois o papel da mulher é este, exalar sensualidade, leveza, simplicidade e sensibilidade por onde passar,
Beijos as minhas amigas aqui desse mundo. E logo logo volto.





Nenhum comentário:

Postar um comentário